terça-feira, 1 de janeiro de 2008

Sequência de Fibonacci no Mercado de Ações

A sequência de Fibonacci consiste em uma sequência de números, tais que, definindo os dois primeiros números da sequência como sendo 0 e 1, os números seguintes são obtidos através da soma dos seus dois antecessores. Portanto, os números são: 0,1,1,2,3,5,8,13,21,34,55,89,144,233,...

A relação da sequência de Fibonacci pode ser encontrada na natureza, nas galáxias, nas estrelas, no ser humano, na medicina, nos animais, e em várias outras coisas que você nem imagina.

Dado que o mercado de ações é movimentado por pessoas, a sequência de Fibonacci também pode ser encontrada na movimentação do mercado.

Se cada número for dividido pelo seu anterior chegará a um número próximo de uma constante. Esse número é 1,618. Atravéz desse número, que não entraremos em detalhe aqui, se chegou a porcentagens de retrações que são utilizadas para análise do movimento dos preços das ações. Essas porcentagens são: 0% - 38,20% - 50% - 61,80% - 100%.

O conceito então diz que a correção dos preços, bem como suportes, resistência, preços alvos, entre outros acontecem justamente nas proporções de Fibonacci.

Para a utilização da ferramenta você deverá escolher uma perna de alta ou baixa, de preferência que seja um movimento considerável. No exemplo abaixo pegamos a PETR4, onde selecionamos o seguinte movimento:



Selecionando o ponto mais baixo e o ponto mais alto do movimento, a ferramenta automaticamente desenha os níveis de preços baseados na sequência de Fibonacci.

E podemos então ver como na maior parte do tempo os níveis foram respeitados:



De acordo com a ferramenta, o preço alvo e próxima resistência é 90,77 (100%). Rompendo essa resistência devemos utilizar uma outra ferramenta que calcula os próximos alvos. E no caso de uma queda, o próximo suporte é 72,76, quebrando esse suporte o mercado deve buscar o próximo suporte em 67,22, e assim sucessivamente.

Mas lembre-se, nenhuma ferramenta pode garantir o movimento do mercado, elas apenas lhe dão indícios do que pode acontecer. E qualquer ferramenta nunca deve ser utilizada isoladamente, é necessário a utilização de outras ferramentas para que uma confirme o que a outra está indicando.

Durante nossos artigos, falaremos sobre outras ferramentas e como elas podem trabalhar juntas.ssss

Nenhum comentário: